terça-feira, 30 de agosto de 2011

das seivas


que tomam as formas quando despidas de si
seivas da Maria
seivas do the dear Zé

(por causa da osmose, é especialmente para ti)

16 comentários:

ruimnm disse...

que esplêndido jogo de reflexos!
o meu cérebro precisou um bocadinho para descansar depois de tentar decifrar esta coisa das seivas.

Helder Ferreira disse...

Tal como o Rui, eu tive que fazer o mesmo. :) Mas gostei do resultado. :)

thr dear Zé disse...

não percebo nada disto, ontem - ou já hoje de madrugada - pus aqui um comentário com linque e tudo e, que é dele? pois, há coisas que me fazem confusão, e além disso agora não posso recuperar o quelique...
ai a minha vida...

IRIS disse...

ruimnm e Hélder, espero que a dificuldade não tenha estado na leitura da foto... de qualquer forma, é um enorme agrado (parecer) ter valido a pena o esforço :-) obrigada

Zé, o blogger adora provar a sua gula... uma desnecessidade... :-( mas com o link ainda podes fintá-lo ;-)

beijos e bêjos

Remus disse...

O meu Tico e Teco trabalham a 100%, aqueceram, derraparam, colidiram e entraram em overflow, mas acho que o processamento visual da fotografia foi concluído com sucesso.

Como sempre neste espaço, um pormenor genial!

Anónimo disse...

Gosto muito destas seivas:) É harcore e eu gosto ^-^
beijinho Maria
Pulp - This Is Hardcore
http://www.youtube.com/watch?v=1ukcPaOu804&feature=player_embedded

Michèle Dassy disse...

Je ne comprends pas mais la photo me plait. Est-ce un reflet dans l'eau?

Anónimo disse...

Bizarre...en effet.
En cas de nécessité, je peux toujours aider à la traduction.
;-)
"la fille du fables rêvées"

Sérgio Aires disse...

É. Das seivas reza a história.

the dear Zé disse...

(a ver se é desta)

era de qualquer coisa do cérebro que eu falava, e de vasos comunicantes, e de como essas coisas se juntavam e isso, que já não sei bem...
fica o quelique que, esse sim, +e o mesmo

http://www.youtube.com/watch?v=Yv-ue6QYuWo

bêjo e mais outro pela minha inépcia

IRIS disse...

menina do fábulas sonhadas, vou aceitar a tua generosa oferta, porque a Michèle e a língua francesa merecem muito carinho. obrigada.

Michèle, "la fille du fables rêvées" http://fabulassonhadas.wordpress.com/
est très généreuse et va faire la grâce de traduire l'explication sur la photo, en l'honneur de toi et de la langue française :-) merci.

o que se vê na foto é algo muito simples, uma conjugação de quatro elementos: um vidro sobre um tufo de erva, em parte ensombrado por uma árvore. e a finalização "mágica" da "transpiração" do contacto entre o primeiro e o segundo. e é só ;-)

Sérgio, nas suas profundezas. obrigada.

Zé, fico especialmente curiosa com isso do cérebro, apesar do belo quelique, obrigada.
três bêjos, apesar de a inépcia não ser tua ;-)

mais beijos

IRIS disse...

ps: local - Jardim Botânico do Porto (onde se pode também ser um bocadinho feliz :-))

Anónimo disse...

Oufti Michèle, voyons :
Ce qu’on voit dans la photo est très simple, une conjugaison de 4 éléments : une vitre sur une touffe d’herbes, partiellement ombragée par un arbre, et la finalisation «magique» de la «transpiration» du contact entre le premier et le second. C’est tout.
Carol

IRIS disse...

parfait, Carol. merci :-)

the dear Zé disse...

por.a, esqueci-me de uma coisa que é o ti que há em mim e que agradece mui especialmente a coisa (estava no tal comentário)

big kiss

IRIS disse...

:-)