segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

era uma vez o tempo que parou em ti



9 comentários:

Rute disse...

...será ao tempo fora dos relógios que te referes?...é, sei que é, sinto que é...sei desse tempo que pára, como o cair do pano quando as luzes se apagam.

Bela foto juntinha com as palavras

1 beijinho, querida Iris

the dear Zé disse...

absolutamente teatral!

bêjo

Sérgio Aires disse...

Yes, but the show must go on, baby... :)

Anónimo disse...

Quem vem lá? É a Branca-de-Neve?
Seja quem for, sou espetadora... (olha, esta palavra pós-acordo ficou muito gira!)
Bjs.
Carol

mfc disse...

Caíu o pano... o tempo acabou!

Remus disse...

Absolutamente linda e graficamente irrepreensível.
É uma prova de como a luz, transforma por completo uma fotografia e um lugar.
Parabéns.

ruimnm disse...

excelente grafismo.
a luz e a textura de algo banal numa grande fotografia.
suba-se o pano!

Anónimo disse...

Tão bonitas estas cortinas...
Reservam intimidade, e isso é muito preciso.
So slowly goes the Night_Nick Cave and the Bad Seeds
http://www.youtube.com/watch?v=fCbHCpF6XPI&feature=player_embedded
beijinho
Maria

lifeontheviewfinder disse...

Luz no ponto e a expectativa do que irá surgir por trás.

http://www.youtube.com/watch?v=SRkX1Up1vnc&ob=av2n