terça-feira, 6 de dezembro de 2011

epifania num dia neomoderno


 (sobre o valor das coisas)

13 comentários:

João Menéres disse...

Não sei o que é, mas sei que está estupendamente bem fotografado !

Um beijo e parabéns.

Remus disse...

Será este um pormenor daquelas casas de banho públicas, em que se tem que meter a moeda para entrar?
Ninguém no seu "perfeito juízo", iria gastar energia da máquina a fotografar isso. No entanto, para quem decide arriscar, tem boas surpresas, como esta fotografia.
Parabéns.

Anónimo disse...

Este mundo em que vivemos...onde muitos actos quotidoanos são cada vez mais inseridos na economia de mercado. Muito bem apanhada, sim senhora:)
Não tendo muito ver, mas porque os considero muito tradutores de uma certa neomodernidade:
The Strokes - Heart In A Cage http://www.youtube.com/watch?v=uTtV8Vkrvlk
beijinho para ti
Maria

Rute disse...

Mas o que será isto?!!!! não é que estou mesmo intrigada, IRIS?! Vais ter que explicar...;)

1 beijinho:)

IRIS disse...

explico sim, tudinho, dêem-me só mais um bocadinho, pode ser? ;-)

the dear Zé disse...

a liberdade por 0,20€? que mais se pode desejar?

the dear Zé disse...

e eu que só conhecia dias pós-modernos...

http://www.youtube.com/watch?v=J9gXiQ04tCU

e bêjo

João Mourão disse...

Esta foto está magnífica. De uma força tal que ficamos com a cabeça à roda. Muito bem conseguida e passa uma ideia fortissima

lifeontheviewfinder disse...

Baratinha esta liberdade...

http://www.youtube.com/watch?v=bgu777Kwn9k

IRIS disse...

João Menéres e Rute, a partir do ponto do senhor do Pontos de Vista, deixou de haver mistério. et voila, c'est ça, senhor Remus :-). mas olha que esse teu acerto denota que o "motivo" não é assim tão desprovido de interesse ;-). de qualquer forma, o apelo da luz metálica foi irresistível.

Maria, Zé, João Mourão e Nuno, literalmente à nossa disposição 24 horas e sem as angústias da incerteza. e isso é ou não neo, Zé? no tempo do pós até ficava mal falar em liberdade (fora de moda ou... tida como adquirida), quanto mais no seu valor...

muito obrigada pela vossa infindável paciência e generosidade e beijos, bêjos e beijinhos, respetivamente e para tod@s :-)

Rute disse...

É caso para dizer "Caramba"! As coisas que tu descobres que podem dar um fotografia interessante que pode levar a pensamentos tão ou ainda mais interessantes que a própria fotografia...ou não...depende de cada um e de cada qual...;)

* Estás sempre a surpreender-me, IRIS!

1 beijinho

IRIS disse...

"caramba!" digo eu, pela tua imensa presença :-)).
obrigada e um grande beijinho

Helder Ferreira disse...

Pois eu gostei! :) Muito bem apanhado. Ainda não me tinha lembrado de fotografar uma coisa dessas. :) E as cores, essas cores.. ;-)