domingo, 8 de maio de 2011

fachada


                                                                                      Voltaris além-fachada
                                                                                         Maria além-fachada
                                                                                 the dear Zé além-fachada
                                                                         the dear Zé além-além-fachada

9 comentários:

João Mourão disse...

Assustador pensar que quem vive ali dentro está em total escuridão. Muito bem captado.

Helder Ferreira disse...

Afinal os homens das cavernas ainda existem... :)

photoattraction disse...

O aviso deve ser resquício de um passado perto demais... De outra forma até dá pena (de nós e não de quem lá vive...).
É uma foto com sentimento...
Parabéns!

Voltaris disse...

Se o Bin Laden soubesse deste cantinho, ainda agora estava aí para as curvas. Como não sabia dedicou-se à pesca submarina......
Os que moram lá dentro estarão certamente à espera que as Finanças lá apareçam para os retitrarem..... ou não.
The Sunshine Underground - Coming to save you. http://www.youtube.com/watch?v=GP7iXwH-evA
Bj

AB disse...

Tiene años — y un aspecto bien interesante.

Anónimo disse...

As paredes falam...sem falar... Como é possível? Espectacular a foto querida Iris!
Talk Talk - It's My Life
https://www.youtube.com/watch?v=NXQYyKzyDaE&feature=player_embedded
Beijinho
Maria

ana barata disse...

Outra magnífica paisagem urbana, infelizmente tão frequente nas nossas cidades... :(

the dear Zé disse...

esta escapou ao comentário por falta de paleio (há dias em que), não é isso, confesso que é por receio dos moradores, é que podem ser perigosos...
sobre fachadas, muito haveria a dizer
e até te deixava um quelique se aos queliques tivesse acesso, mas faço uma sugestão: qualquer coisa do "B Fachada é para meninos"

ciao e um bêjo

IRIS disse...

podemos sempre imaginar que do outro lado há uma outra fachada, o que pode mudar consideravelmente o horizonte destes moradores. não elimina, no entanto, esta metade de vida...

beijos, bêjos e obrigada